segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Nokia 5230, um celular para curtir um som






O celular Nokia 5230 é uma escolha touchscreen e barata para falar, ouvir música, assistir vídeos no YouTube e manter contato com amigos no Facebook. O aparelho, que possui 3G e A-GPS, tem acesso à Ovi Store, loja de aplicativos da Nokia, o que permite baixar novos programas. Nesse modelo, ficam faltando a conexão Wi-Fi e um acabamento melhor, mesmo ele tendo um design bacana. O aparelho custa 599 reais.

Feito para quem gosta de se divertir, o celular conta com um player de música versátil. Ele aceita diversos formatos como MP3, WMA, WAV e AAC. Já com vídeos, ele toca H.263, MP4, RMVB e 3GP. Ainda tem a opção de rádio FM. A qualidade de som é muito boa com os fones de ouvido, mas nem tanto com o falante mono do produto. Com volume alto, ele distorce mais do que o aceitável. A câmera tem 2 megapixels, alguns recursos para fotos (como equilíbrio de branco, ajuste de ISO e modo sequencial) e filma em até 480p, com 30 frames por segundo.

A tela sensível ao toque de 3,2 polegadas é resistiva e deixa um pouco a desejar. É preciso apertá-la com certa força para acionar os comandos, o que melhora com o uso da palheta que acompanha o produto. Erros ao clicar são constantes, principalmente na digitação pelo teclado virtual, muito pequeno. O menu, como em todos os aparelhos touchscreen da Nokia, não é dos mais intuitivos. Mas a barra de atalhos presente no canto direito superior da tela ajuda bastante.

Durante os testes com música, esse modelo aguentou firme por 28 horas e 48 minutos longe da tomada, uma boa marca para a categoria. O maior problema do hardware é a fragilidade aparente da tampa. Pelo tamanho, também esperávamos que ele pesasse menos do que seus 114 gramas. Os botões de volume, câmera e travar/destravar ficam todos do lado direito. Do lado esquerdo, ficam os slots para o chip e o cartão microSD de 2 GB, que acompanha os 75 MB de memória interna. O conector para dados é microUSB, enquanto para fones de ouvido o aparelho usa saída P2.

Nenhum comentário: