terça-feira, 5 de outubro de 2010

Espelho poderá medir sinais vitais


Espelho poderá medir sinais vitais
No futuro, os espelhos dotados deuma webcam poderão analisar seus sinais vitais

SÃO PAULO – Com uma simples webcam e um software cientistas conseguem medir o pulso de pacientes sem a necessidade de tocá-los.
Os estudantes do programa de Ciência e Tecnologia de Harvard e do MIT trabalham agora para estender a novidade a medições de respiração, pressão sanguínea e níveis de oxigênio no sangue.

Um sistema não invasivo como este poderia ser útil em diversas situações nas quais colocar sensores seria difícil ou desconfortável, como em vítimas de queimadura ou recém nascidos. 
Ele também permitiria a realização de exames inicias à distância via computador ou celular. O sistema poderia ainda ser integrado a o espelho do banheiro, para que pacientes que precisam de monitoramento constante possam ter leituras feitas em casa a cada vez que escovem os dentes, por exemplo.
O sistema mede mínimas variações de brilho produzidas pelo fluxo sanguíneo nas veias da face. Um software de domínio público é usado para identificar a posição do rosto nas imagens e a informação digital sobre essa área é quebrada em vermelho, verde e azul. Para lidar com as mudanças de luz e de posição das pessoas, a equipe adaptou técnicas de processamento de sinal originalmente usadas para extrair uma única voz em uma sala repleta de gente falando. O método é chamado de Independent Component Analysis.
Em testes, os dados obtidos pelo programa foram comparados com um medidor de pressão convencional e se mostraram muito precisos.
O pesquisador Ming-Zher Poh demonstrou, portanto, que o sistema pode extrair medidas precisas do pulso por imagens de câmeras comuns, de baixa resolução. Ele teve a ajuda de Daniel McDuff e da professora Rosalind Picard.
O trabalho foi publicado na Optics Express.  

Nenhum comentário: