segunda-feira, 11 de outubro de 2010

HTML 5 pode enfraquecer privacidade na we


HTML 5 pode enfraquecer privacidade na web
SÃO PAULO - O novo código da web ainda está em fase de testes, e permitirá ao usuário uma nova experiência de navegação na internet nos próximos anos. Mas sua tecnologia pode afetar como controlamos nossa privacidade na web.
A plataforma irá facilitar a visualização de conteúdos multimídia sem a necessidade de instalar softwares extras; a verificação offline de e-mails; ou mesmo encontrar um restaurante ou loja em um smartphone. Tudo isso parece bastante inofensivo, não fosse a maneira como essa plataforma trabalha com os cookies dos usuários.

Os cookies guardam informações das páginas visitadas e permitem que você acesse um site sem precisar redigir nome de usuário e senha, ou que se visualizem dicas de itens em lojas virtuais antes mesmo de você os comprar (prática conhecida entre anunciantes online como rastreamento).
A nova linguagem e as ferramentas adicionais do HTML5 apresentam mais opções de rastreamento, pois a tecnologia utiliza um processo no qual coleta e armazena uma grande quantidade de dados do usuário quando online.
Desta forma, anunciantes e publicitários poderiam ver semanas e até mesmo meses de dados pessoais, e isso inclui a localização do usuário, horário local, fotografias, textos de blogs, conteúdos de compras, e-mails e histórico das páginas visitadas.
Embora muitos vão apreciar as qualidades da nova linguagem da web, especialistas apontam eventuais problemas que merecem cuidado e atenção, em especial entre os desenvolvedores de browsers. Em entrevista ao jornal New York Times, especialistas afirmam que alguns navegadores coletam grandes quantidades de dados até que o usuário o configure para não agir desta forma.
Para Hakon Wium Lie, Chefe de Tecnologia da Opera, controlar as configurações de privacidade que os browers desenvolvem pode limitar muito a navegação “Uma vez tentamos controlar certos tipos de cookies, mas usuários na Rússia reclamaram que esses controles evitavam que uma popular rede social funcionasse normalmente.”
Ian Jacobs, Chefe de Comunicações da W3C, consórcio responsável pelo desenvolvimento do HTML5, diz que existe uma responsabilidade por parte da empresa e que tais padrões não são segredos para ninguém. “Os usuários podem ter a liberdade de fazer mais na web, mas precisam ter consciência de como suas informações podem ser usadas.”

Nenhum comentário: