sábado, 16 de outubro de 2010

Na mão: LG GX500 tem dois chips



Um pouco mais sofisticado que um celular comum, o LG GX500 tem recursos bacanas e acabamento sólido. Mas o que chama mesmo a atenção é a entrada para dois chips.

Parte da leva de lançamentos de telefones com dois chips, o GX500 é mais um dos aparelhos das grandes fabricantes tentando desbancar os xing lings, que já adotaram o recurso faz tempo. O aparelho suporta um chip que aceita quatro frequências e um de três frequências, cujas entradas ficam localizadas atrás da bateria do celular, paralelas.
Ao fazer uma chamada, não há muito segredo. Ao lado do teclado virtual numérico, aparecem dois ícones com casinhas, um representando cada SIM (mas são customizáveis, dá para escolher um prédio, uma estrela etc). Antes de fazer a ligação, basta selecionar o chip que vai trazer mais economia.

Na tela principal, ícones emparelhados aparecem na parte superior, mostrando o sinal dos dois chips: um em vermelho e outro em azul. Já a lista de chamadas também mostra por qual chip vieram e foram feitas ligações.
O telefone também tem conexão Wi-Fi b/g, que pode ser combinada com acelerômetro para acessar o browser com o telefone na horizontal. Mas como a tela sensível ao toque é resistiva, a usabilidade não é das melhores, seja para clicar em links ou digitar endereços no teclado alfanumérico virtual. Como a LG insiste em não mandar junto uma caneta, você acaba errando bastante na digitação.
Em termos de acabamento, o aparelho é bastante sólido e tem cor prateada. O design é bonito, com três botões físicos na parte da frente, entrada para microSD de 2 GB e botão para câmera de 3,2 megapixels na lateral. O preço é um pouco caro para um celular: 799 reais.

Nenhum comentário: