segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Sensor corporal pode chegar a smartphones



Sensor corporal pode chegar a smartphones
Braçadeira com sensor da BodyMedia que deverá se conectar a smartphones, via Bluetooth

SÃO PAULO - A tecnologia para sensores tem evoluído e se tornado cada vez mais leve e poderosa. Ao mesmo tempo, as atenções também estão voltadas para prevenir problemas de saúde.
Como resultado, empresas de sensores corporais, como a BodyMedia, tem uma oportunidade de casar esses sensores com smartphones e criar uma monitoração corporal completa.

E tendo esta visão que, na semana passada a empresa anunciou que seu sensor braçadeira estaria capacitada a se comunicar com smartphones, através de comunicação sem fio, usando a conexão Bluetooth.
Se finalizado, seus sensores de saúde serão os primeiros dispositivos, além dos fones de ouvido, que se conectam a curtas distâncias com smartphones via Bluetooth.
Em entrevista ao jornal NY Times, John Stivoric, Chefe de Tecnologia da BodyMedia, afirmou que a empresa vem se comunicando com a Apple e o Google para desenvolver esta aplicação para smartphones.
“Isto possibilitará que uma pessoa monitore uma coleção de 9 mil variáveis - entre atividades físicas, calorias gastas, batimentos cardíacos, eficiência do sono, entre outros -, coletados pelos sensores da braçadeira do BodyMedia em tempo real”, explica Stivoric.
Antigamente usuários da BodyMedia precisavam consultar e baixar seus dados pessoais em um web site ou através das medidas informadas no display da pulseira, vendida por US$ 100. Já com o smartphone, as informações estariam rapidamente nas mãos dos usuários.
A braçadeira com Bluetooth disponível custa US$ 249 e o serviço de dados da BodyMedia custa US$ 7 por mês, em um plano anual. Essas ofertas estarão disponíveis a partir do próximo mês no site da empresa e pela Amazon.

Nenhum comentário: