sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Tome cuidado com as redes sem fio públicas


Cuidado com conexões sem fio públicas
É muito comum andar em shoppings, aeroportos, restaurantes, hotéis e bibliotecas e encontrar nestes lugares redes sem fio para conexão gratuita à internet. Turistas, estudantes ou mesmo quem deseja navegar rapidamente durante um passeio, seja no notebook, no netbook ou no celular, usam e abusam destas redes.
Contudo, a praticidade e principalmente a gratuidade do serviço acabam por entusiasmar demais os usuários, fazendo com que o importante quesito de segurança seja deixado de lado. O Baixaki dá umas dicas para que você seja mais cuidadoso ao usar este tipo de conexão, aumentando assim a segurança de seus dados.

Entendendo os riscos

Antes de se proteger é importante entender por que é preciso tomar cuidado com redes públicas sem fio. Pense em uma rede de computadores tradicional, com fio: é possível saber onde estão e quais são as máquinas ligadas a ela. Se a rede é sem fio, porém, fica praticamente impossível realizar este mapeamento.
Sendo assim, os usuários ficam à mercê da segurança existente na própria rede. Isto significa que se o estabelecimento que oferece o serviço não se preocupou muito com este aspecto, a sua rede se torna um local inseguro, e os dados trafegados por ela podem ser interceptados por outros computadores.
É possível tudo isso acontecer em uma rede insegura, onde os dados não são criptografados. Assim tudo que fica armazenado nos cookies pode ser acessado por outros usuários. Se você é daqueles que memoriza dados de login e senhas no navegador, corre o risco de ter estas informações acessadas por gente desautorizada.

Free Public WiFi: a conexão a ser evitada

Um "bug" do Windows XP faz com que uma rede chamada “Free Public WiFi” apareça na lista de redes sem fio disponíveis quando você faz uma busca em locais públicos como bibliotecas, shoppings e aeroportos. A rede, na verdade, não permite a você se conectar com a internet,  nem mesmo pode ser considerada uma rede sem fio.
O problema ocorre porque quando o Windows XP não consegue encontrar as redes favoritas de um computador, ele cria uma rede à qual dá o nome de “Free Public WiFi”. Os mais desavisados vão logo clicando e só depois percebem que ela é, na verdade, uma rede entre computadores.
Evite a
Evite a "Free Public WiFi". Imagem: CNET.com
Assim, a rede “Free Public WiFi” permite a você se conectar a outro computador que também está tentando estabelecer conexão com a mesma rede. O problema é que você pode ter contato com pessoas mal-intencionadas que se aproveitam da oportunidade para roubar informações do seu computador.
O único “remédio” contra este tipo de rede é a atenção. Esteja sempre atento às redes disponibilizadas, verifique se ela é segura e tenha certeza do que vai fazer para não cometer deslizes simples que poderiam ser facilmente evitados.

O ideal seria...

Uma VPN (“Virtual Private Network” ou Rede Virtual Privada) seria a armadura perfeita para se aventurar neste mundo de conexões sem fio públicas e gratuitas, pois ela é capaz de criptografar os dados e evitar que sejam usados por pessoas mal-intencionadas. A solução é boa na teoria, mas a prática pode ser complicada.
O problema é que criar e configurar uma VPN dá um certo trabalho, o que pode acabar com a praticidade do acesso à internet em um shopping ou em um aeroporto. Por exemplo, você precisaria que outro PC (o seu desktop em casa) ficasse ligado o tempo todo para que a rede desse certo, o que causaria também lentidão da conexão.
Para saber mais sobre a rede virtual privada acesse o artigo “O que é VPN?”.

Nem tudo está perdido

Se você também achou muito trabalhoso criar uma VPN para usar um Wi-Fi público, saiba que existem algumas soluções que podem amenizar os riscos. O ideal é que se você está conectado a uma rede não segura, evite acessar páginas que exijam dados sigilosos como email, Twitter, Orkut etc.
Além disso, nada de pagar contas ou realizar quaisquer outras transações bancárias nestes lugares. Essa é uma brecha pela qual muitos hackers esperam e que pode ser evitada. Aliás, é importante restringir ao máximo o número de máquinas e locais em que você faz este tipo de coisa para não ter maiores problemas.

Nenhum comentário: