quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

5 previsões tecnológicas da IBM até 2015

Já virou tradição: todo ano a IBM faz previsões de como a tecnologia estará nos próximos cinco anos, apontando as cinco principais inovações do futuro. Depois de internet inteligente e dispositivo para ajudar a guardar suas memórias, este ano é a vez dos hologramas 3D e das baterias que recarregam com o ar.
As previsões da IBM são feitas com base nas pesquisas em desenvolvimento nos laboratórios da empresa e nas tendências emergentes. Algumas previsões não são tão difíceis de se imaginar, pois o “protótipo” delas já faz parte das tecnologias atuais. Outras, no entanto, exigem um pouco mais da imaginação de cada usuário. Confira abaixo o “5 in 5” para 2015 da IBM!

Sensores em todos os cantos

A primeira previsão da IBM diz respeito à utilização de sensores para enviar dados aos cientistas que mostram o desenvolvimento e evolução de um ambiente.
Simples observações, como a primeira vez que nevou em sua cidade naquele ano, ou a primeira aparição de determinada espécie de inseto, podem conter dados ricos em informações para a comunidade científica.
Envie dados para ajudar a comunidade científica
Além disso, dados simples como estes podem permitir que o próprio usuário faça a previsão do tempo para a cidade em que mora. Com informações como essas, os cientistas podem criar modelos de mudanças climáticas mais precisos.

Hologramas 3D

Nos próximos cinco anos, alguns sonhos da ficção científica serão realidade, como os hologramas, vistos em muitas produções do cinema. Aperfeiçoando a tecnologia 3D as pessoas poderão interagir com hologramas de amigos e familiares projetados a partir de celulares.
Hologramas 3D interativos no futuro
Seremos capazes de andar lado a lado na rua com pessoas que estão do outro lado do mundo, trabalhar cara a cara com colegas que estão em lugares diferentes e interagir com imagens e vídeos da internet.

Bateria que respira

O avanço tecnológico de baterias e transistores permitirá que os dispositivos portáteis sejam usados por muito mais tempo sem que seja preciso recarregar a bateria. Alguns aparelhos serão capazes de "respirar" oxigênio e transformá-lo em energia para o seu funcionamento.
Além disso, talvez seja possível eliminar completamente as baterias tradicionais dos pequenos eletrônicos, que funcionarção apenas com estática. Dessa forma, para garantir o funcionamento dos aparelhos por longas horas, bastaria esfregá-lo em na manga da blusa ou em algum material que produza estática, como o cabelo.
Bateria alimentada por estática

Computadores para aquecer água

Não há como negar que os computadores dissipam uma grande quantidade de calor. Infelizmente, quase toda essa energia térmica produzida é perdida, sendo enviada diretamente para a atmosfera. A ideia da IBM é que o calor liberado pelas máquinas seja “coletado” por um dispositivo próprio e utilizado como aquecedor para ambientes e água durante o inverno. No verão, toda essa energia térmica poderia ser convertida em eletricidade a fim de abastecer as residências.
Calor reaproveitado

Sistemas de trânsito adaptáveis

No futuro, usar o trânsito como desculpa para chegar atrasado ao trabalho pode não ser mais uma boa ideia. Isso porque a quinta previsão da IBM traz a ideia de sistemas de trânsitos adaptativos às necessidades de cada pessoa.
Utilizando uma nova tecnologia, os GPS inteligentes serão capazes de indicar rotas alternativas para o motorista caso algum acidente aconteça no caminho que o usuário está fazendo. Isso, é claro, com um tempo de resposta muito pequeno.
Sistema de trânsito inteligente para ajudar
A ideia é que a nova tecnologia seja capaz de prever congestionamentos com base em informações como condições climáticas, acidentes, construções, dia da semana, hora do dia e grandes eventos acontecendo na cidade. Isso certamente mudará a forma com a qual as pessoas se locomovem.

Nenhum comentário: