Viajar ao espaço foi sempre o sonho da maioria dos seres humanos. A chegada do homem à Lua a bordo da nave "Apolo XI", em 20 de julho de 1969, significou um marco antes e um depois para a história da humanidade.
Desde então, viajar ao espaço se transformou em algo ao alcance de uns poucos privilegiados.
Quarenta e um anos depois, a empresa Virgin Galactic, propriedade do magnata Richard Branson, tornou possível que este tipo de experiências se transformem em algo mais próximo ao resto da população.
Segundo anunciado na página da internet da empresa "você pode se unir a mais de 340 astronautas Virgin Galactic que vão se aventurar no espaço".
Esta empresa será a primeira do mundo a oferecer a seus clientes viagens espaciais comerciais. Além disso, tal é a ambição do projeto, que esperam dentro de poucos anos construir um teleférico espacial onde os tripulantes de futuras viagens à Lua poderão se alojar.
Segundo a Virgin Galactic, o preço único da viagem é de US$ 200 mil. Nesse preço se inclui: o voo espacial, alojamento durante três dias no SpacePort (aeroporto espacial) em regime de pensão completa, e um treino teórico-prático durante essa jornada para preparar os passageiros.
A viagem até o aeroporto espacial corre por conta do turista espacial.




Hoje em dia, e segundo dados da Virgin Galactic, 340 pessoas no mundo todo já compraram sua "passagem para o espaço".