A jogada da TecToy para continuar no mercado
Console da Tectoy: avanço dos concorrentes tirou a empresa desse jogo

SÃO PAULO - Nos anos 90, a Tectoy se destacava no mercado brasileiro de videogames com os consoles Master System e MegaDrive, que tinham jogos clássicos como o porco-espinho Sonic.
Tempos depois, os consoles ficaram obsoletos perto dos aparelhos desenvolvidos por empresas estrangeiras. A Tectoy perdeu espaço para Nintendo, cujo último sucesso é o Wii, e para toda a geração de Playstation da Sony.
A última cartada da Tectoy foi a decisão de passar a prestar serviços a empresas estrangeiras que desejam fabricar e comercializar suas marcas no Brasil. Para isso, a Tectoy fechou contrato com a empresa coreana Humax, uma das líderes globais na produção de conversores para TVs por assinatura. Os aparelhos serão comercializados para a Sky que pagará uma porcentagem à Tectoy.
“A ideia é estar presente em todas as áreas de eletrônicos para nos tornarmos uma empresa multimarca”, disse a EXAME.com Fernando Fischer, presidente da Tectoy, que não terá mais produtos próprios – à exceção de DVDs e jogos para celular e internet. “Temos mais três empresas em negociação que não podemos falar, uma delas na área de TV. Duas japonesas e uma da região. O que posso dizer é que não haverá competição entre elas.”
Investimentos
Para viabilizar esse modelo de negócios, a Tectoy investiu 2 milhões de reais na ampliação de sua fábrica no polo industrial de Manaus, aumentando sua capacidade de produção em cinco vezes e dobrando o número de funcionários para um total de 400 no local. “Acho que a capacidade vai bater no limite no meio do ano que vem”, afirma Fischer.
Hoje 65% do faturamento da empresa vem de DVDs e 35% vem de jogos eletrônicos, mas com a nova estratégia essa proporção tende a mudar. A Tectoy fabrica videogames, DVDs, DVDs Karaokê, DVDs para carros, Blu-ray, TVs e receptor de TV digital. Com cerca de 5.000 pontos de venda, a participação de mercado em DVDs saltou de 1,7% em 2006 para 18,5% em novembro deste ano.
No ano passado, a empresa voltou à carga no mercado de videogames ao lançar o Zeebo – em parceria com a Qualcomm, companhia americana especializada em tecnologias de mobilidade.
Segundo Fischer, todas as unidades encomendadas foram vendidas. Com preço sugerido de cerca de 300 reais, o objetivo era conquistar as classes C e D, mas o esperado sucesso de vendas não aconteceu.
Telefonia
Outro investimento da empresa é a telefonia móvel. A Tectoy Mobile se tornou a principal empresa brasileira de jogos para celular e em operação em nove países da América Latina. “Para o ano que vem teremos uma expansão na região”, diz Fischer.
Focada na distribuição de aplicações móveis, a Tectoy Mobile representa as maiores empresas do setor, como Disney, Konami e Sega Mobile. Entre os jogos para celular presentes no portfólio, há franquias como Toy Story 3, Alice no País das Maravilhas, Jonas Brothers, Up! – a parceria com os estúdios Disney foi firmada em 2009.
Em 2006, a companhia faturava 42 milhões, mas tinha 49 milhões de reais de patrimônio líquido negativo. “Tivemos que pagar empréstimos, reverter ações. Estamos numa situação mais tranqüila”, diz Fischer.
Mas o aperto financeiro está longe de ficar fora das preocupações de seus executivos. A empresa divulgou neste mês um aumento do capital social de 110,3 milhões de reais para 136,8 milhões de reais, por meio da emissão, para subscrição privada, de novas ações ordinárias e preferenciais.
A Tectoy apresentou prejuízo operacional de 13,6 milhões de reais entre janeiro e setembro deste ano, mas o resultado, apesar de negativo, mostra uma melhora em relação ao mesmo período do ano passado, quando as perdas chegavam a 23, 9 milhões de reais. Nos nove meses do ano, a companhia também reduziu as despesas operacionais, de 32 milhões de reais para 22 milhões de reais.
Prestar serviços para interessados em montar aparelhos no Brasil e investir em jogos eletrônicos são a estratégia da Tectoy para crescer, mas o jogo no mercado brasileiro está mais difícil.

0 comentários:

Apresentação!


Aproveite nosso conteúdo e informação. Possuímos um grande arsenal de vídeo-aulas administradas pelo nosso companheiro de equipe Danyel Willian, Assistente de TI, Bacharel em Sistema de Informação e certificação em ITIL FOUNDATION; e postagens para melhor prepará-lo para concursos que relacionem à área de TI.

Espero que gostem de nossas postagens e videoaulas, e que possam com nossas informações adquirir um grande desenvolvimento social e tecnológico nesta área tão requisitada atualmente no mercado de trabalho.

A Equipe Informática Inteligente agradece a preferência!


Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Equipe Informática

Equipe Informática Inteligente

Proprietário e ADM Principal

Danyel Willian

Autora - Assessora de Comunicação Digital

Júlia Medici


Autor - Técnico e Professor em TI. Formação em Administração de Empresas

Felipe Aguiar

Autor - Engenheiro da Computação

Julius Cardoso


Outros Administradores

Danilo Alves

Flávio Santos





Mural de Recados

Seguidores

Arquivo do blog

Parceiros/Concursos

Parceiros Aleatórios