sábado, 15 de janeiro de 2011

iPhones e Apple TVs., Rumores sobre os iPads

O Engadget obteve ontem “informações concretas de fontes confiáveis” que delineiam boa parte dos planos da Apple para seus iGadgets em 2011. De acordo com tais fontes, a próxima geração do iPad trará várias mudanças em relação ao modelo original, mas uma coisa deverá ser mantida: a época do lançamento, em abril. E o que muda?

Mockup do iPad 2

A tablet será mais fina e contará com uma nova tecnologia de display, similar (mas não idêntica) à tela Retina do iPhone 4. Ao contrário do que se espera e das evidências até agora acumuladas, ela terá uma “resolução superalta”, mesmo mantendo suas 10 polegadas atuais. Outra diferença será a adição de um slot para cartões SD — porém, nada de portas USB padrão.



Tem mais: o chip de baseband do próximo iPad será fruto da parceria entre Apple e Qualcomm, inaugurada com o iPhone CDMA (ao menos em tese), e esse componente será universal, compatível com redes GSM e CDMA. Dessa forma, tanto Verizon Wireless quanto AT&T poderão oferecer planos de dados para o novo gadget nos Estados Unidos. Tal informação, porém, não se encaixa muito bem com as referências a três modelos diferentes de iPad encontradas no iOS 4.3 beta.


iPhones 4 deitados





O iPhone 5, por sua vez, terá um design totalmente renovado e estaria atualmente sendo testado por funcionários no campus de Infinite Loop — na surdina, é claro, e bem longe de cervejarias. O que se sabe sobre o aparelho até agora é que ele usará um novo processador A5, baseado na arquitetura Cortex-A9, de múltiplos núcleos — o que ratifica pistas descobertas recentemente. Além disso, o gadget contará com uma baseband similar à do iPad e compatível, simultaneamente, com redes CDMA e GSM.



Outro gagdget que deverá receber o novo processador A5, bem mais poderoso, é o Apple TV: com mais força bruta, o set-top box deverá ser capaz de, finalmente, exibir vídeo em 1080p — fica a dúvida, porém, quanto à procedência desse vídeo, já que a iTunes Store não oferece conteúdo nessa resolução… ainda. Quem sabe os planos da Apple não sejam anunciar justamente a oferta de filmes e séries em alta definição no final do ano, para combinar com seu novo set-top box.



Fica, porém, a pergunta: fato ou ficção? Muita coisa faz sentido — bem mais que as previsões da maioria dos analistas. A data de lançamento do novo iPad, a introdução gradativa de novos componentes (primeiro na tablet, depois no iPhone e então no Apple TV), o uso de uma baseband universal… Todas essas informações correspondem bem ao estilo da Maçã. A única coisa mais inacreditável nessa história é uma mudança na resolução do iPad, algo que traria um tanto de complicação para a vida de desenvolvedores, tendo que adaptar os gráficos de seus apps, mais uma vez, para dimensões diferentes.

http://macmagazine.com.br/

Nenhum comentário: