sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Tecnologia permite dirigir sem as mãos

Tecnologia permite dirigir sem as mãos


SÃO PAULO – Em menos de 10 anos, as estradas e rodovias do mundo poderão ser locais mais seguros, descongestionados e relaxantes.


Isso porque já está em fase final de testes uma tecnologia que permite a criação de fileiras de carros comandadas pelos movimentos de um único motorista, liberando os demais para falar ao celular, ler, comer...

Um grupo de sete empresas européias, patrocinadas pela própria União Européia, trabalha para lançar seu projeto SARTRE - Safe Road Trains for the Environment., ou Estradas-Trens Seguras para o Meio Ambiente.


O nome soa estranho, mas as tais estradas-trens, ou “platoons”, dão a exata ideia do que a tecnologia desenvolvida permite: ligar veículos para que se movam como um só corpo nas rodovias.


A fileira de veículos é comandada por um automóvel, no qual está um motorista profissional guiando normalmente. Os carros seguintes, no entanto, se mechem sozinhos: sua direção gira de acordo com os movimentos do primeiro carro – o mesmo acontece com freios, marchas, etc...


Cada carro também está equipado com sensores e câmeras que medem a distância e velocidade do carro da frente, ajustando seus comandos para manter uma distância segura. A comunicação é feita usando uma freqüência especifica de rádio e o próximo passo é desenvolver um sistema paralelo, provavelmente usando 3G, para o caso de falhas.


Como os carros não estão fisicamente presos uns aos outros, é possível deixar a fila a qualquer momento. Enquanto estiver no “Platoon”, no entanto, o motorista pode relaxar as mãos e pés – e até a mente. A automação dos movimentos seria a principal vantagem do projeto, uma vez que 80% dos acidentes em estradas são causados por falha humana. Além disso, essa mesma automação economiza combustível, diminuindo em até 20% as emissões de CO2, e acelera o fluxo de veículos nas estradas. Mesmo a uma distância segura, os carros ficam mais próximos uns aos outros do que estariam com motoristas no comando, o que  diminui congestionamentos.


Esta semana, a equipe do SARTRE fez a primeira demonstração do projeto fora de suas instalações. Nas pistas da Volvo Proving Ground, na Suécia, um caminhão-líder comandou um único carro que o seguiu em todos os seus movimentos.


Segundo o projeto, a tecnologia para aplicá-lo já existe e, em pouquíssimo tempo, estaria disponível a todos. O que pode atrasar a implementação são a aceitação pública e a legislação dos 25 países da União Européia, que devem aprovar leis parecidas.


O SARTRE é um projeto liderado pela empresa Ricardo UK Ltd, do Reino Unido, com participação da Idiada e da Robotiker-Tecnalia (Espanha), Institut für Kraftfahrwesen Aachen (Alemanha) e SP Technical Research Institute, Volvo Car Corporation e Volvo Technology (da Suécia).




http://www.infor.abril.com.br/

Nenhum comentário: