segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Egípcio batiza filha com nome de Facebook

Egípcio batiza filha com nome de Facebook
Rede social teve papel fundamental nas manifestações na praça de Tahrir
SÃO PAULO – Um homem egípcio batizou sua filha de Facebook como forma de homenagear a rede social e o seu papel na revolução promovida no país nas últimas semanas.


De acordo com o jornal local  Al-Ahram, Jamal Ibrahim decidiu dar o nome de Facebook Jamal Ibrahim à sua primeira filha devido à importância do site na organização dos protestos na praça de Tahrir. De acordo com depoimento da família ao jornal, a criança recebeu muitos presentes de jovens entusiasmados com a iniciativa.

No momento, cerca de 5 milhões de egípcios usam o Facebook. Desde o início das manifestações, no dia 25 do mês passado, 32 mil grupos e 14 mil páginas foram criadas pelos egípcios na rede social.


Durante os protestos, o diretor de marketing do Google para o Oriente Médio e Norte da África, Wael Ghonim, foi preso, acusado de criar a primeira página de mobilização contra o ex-presidente Hosni Mubarak no site.

Nenhum comentário: