domingo, 27 de fevereiro de 2011

Thunderbolt: entenda a tecnologia presente nos MacBooks Pro


Nova linha do MacBook Pro foi anunciada com três modelos. Foto: Divulgação
Os novos MacBook Pro anunciados pela Apple hoje vêm com uma nova tecnologia chamada Thunderbolt, que promete transmissão de dados ultraveloz a 10 gigabits por segundo.
Até o anúncio oficial da Apple hoje, Thunderbolt era uma tecnologia desenvolvida pela Intel conhecida pelo codinome Light Peak. Já havia sido demonstrada algumas vezes pela fabricante de chips no ano passado. Hoje, a Intel divulgou as especificações oficiais da tecnologia: 10 Gbps (bidirecional, com a mesma banda para ida/volta) de velocidade, em um só cabo que transfere vídeo em HD e dados simultaneamente.
Por conta disso, o Thunderbolt é compatível com o padrão DisplayPort, adotado pela Apple para enviar vídeo e áudio de computadores para monitores da companhia. Além da Apple, empresas como Asus e AMD têm produtos com DisplayPort no mercado.
E o que dá para fazer com tanta velocidade? Segundo a Intel, com 10 Gbps dá pra transferir um filme em HD completo em 30 segundos, ou uma coleção inteira de um ano de MP3 em 10 minutos.
A explicação técnica para o Thunderbolt é a união do protocolo PCI Express (para dados) e DisplayPort (vídeo) em um cabo só, controlados por um chip controlador da Intel. Na prática, a Apple passa por cima dos padrões velozes atuais (FireWire, USB 3.0, e-SATA etc) e impõe um novo modelo para a indústria de PCs. Foi assim com o USB, pode ser assim com o Thunderbolt.
No fim das contas, quem vai se dar muito bem usando aparelhos compatíveis com Thunderbolt vai ser o pessoal que edita áudio e vídeos em alta definição, por conta da alta velocidade de transferência de dados para comparação, o USB 2.0 chega a 480 Mbps e o USB 3.0, a até 5 Gbps.
Fazer backup também fica mais rápido, assim que os fabricantes de periféricos começarem a lançar equipamentos compatíveis com o Thunderbolt. Segundo a Intel, empresas como Avid, LaCie e Western Digital já preparam suporte ao novo padrão ultraveloz de transferência de dados.

Nenhum comentário: