quarta-feira, 16 de março de 2011

Gigabyte traz ao Brasil placas-mãe para gamers



Em meio a algumas balas e granadas de brinquedo a Gigabyte anunciou ontem a chegada ao Brasil de sua nova linha de placas-mãe. A ambientação bélica faz jus ao nome da série:  G1 Killer, composta por três motherboards.

Os modelos G1. Assassin, G1.Sniper e G1.Guerilla são bem parecidos entre si. Voltados ao público gamer, o destaque dos três fica por conta do suporte a até quatro placas de vídeo em uso simultâneo — em CrossFire, para a AMD, e SLI, para a Nvidia.

As quatro entradas PCI Express estão na G1.Assassin. Ela tem suporte a Intel Core i7, seis memórias DDR3 (até 24 GB), oito conexões SATA, oito portas USB 2.0 e oito portas USB 3.0. O áudio é controlado pelo chipset Creative Sound Blaster X-Fi.

Esse componente também está na placa G1.Sniper, que difere da G1.Assassin por uma porta PCI Express a menos, quatro portas USB 3.0 e doze portas USB 2.0. A placa G1.Guerrilla também vem com três portas PCI Express e o mesmo número de portas USB que sua irmã do meio. Sua controladora de áudio, no entanto, é inferior. Uma Realtek ALC 889.


As placas-mãe serão vendidas no Brasil a partir do começo de abril. A G1.Guerrilla custará 999 reais, a G1.Sniper sairá por 1.200 reais e a G1.Assassin, a mais cara, 1.500 reais.

sendo que as outras placas vem com três portas.

Nenhum comentário: