sexta-feira, 27 de maio de 2011

Funcionário de fábrica do iPad se suicida

 
 
SÃO PAULO - Um trabalhador da Foxconn em Chengdu, na China, suicidou-se. Já é o segundo caso no ano. Em 2010, a fábrica que monta iPad e iPhone, gadgets da Apple, contabilizou 14 mortes dessa forma.

O empregado, um jovem de 20 anos, saltou do seu apartamento numa localidade perto da fábrica.


A outra morte de trabalhador da Foxconn em 2011 ocorreu em janeiro, envolvendo uma funcionária de 25 anos que há seis anos trabalhava na unidade da companhia taiwanesa em Shenzhen.

Ela também se jogou do prédio onde vivia. O motivo teria sido um e-mail que a mulher havia recebido. O texto da mensagem pedia que ela se demitisse de seus emprego.

O novo caso de suicídio de funcionário da Foxconn é o primeiro a ocorrer fora da cidade de Shenzhen, informou hoje o jornal South China Morning Post.

A Foxconn vem sofrendo pressões devido às condições de trabalho muito ruins que oferece em suas fábricas. Os funcionários ficam em pé o dia todo, recebem baixos salários, além de serem obrigados a cumprir cargas elevadas de horas extras.

No início do mês, o tablóide britânico The Daily Mail publicou reportagem afirmando que a companhia estava sendo investigada por forçar os trabalhadores a assinarem documentos se comprometendo a não cometerem suicídios. A empresa negou.

Nenhum comentário: