terça-feira, 3 de maio de 2011

Mochila militar possibilita que soldados enxerguem inimigos através de paredes

Desde sempre, o segmento militar é um dos que mais produz tecnologias, não somente para fins de confronto, mas também para conforto e otimização das tropas. Algumas acabam sendo incorporadas, imediatamente ou não, à vida e rotina civis. Uma novidade nesse ramo é a chegada de uma mochila capaz de “enxergar” através de paredes, a Prism 200c.

imagem


Minha primeira reação, tratando-se de uma ferramenta de guerra que possibilita localizar o inimigo em diferentes cômodos foi: “Conseguiram trazer o famoso cheat de Counter Strike à realidade”. E, de certa forma, é o que ela faz.

Desenvolvida pela Cambridge Consultants, esse detector-mochila foi concebido para uso em missões de alto risco, em que rapidez e margem de erros nula devem ser prioridade. Em termos de tecnologia, ela não é tão nova como se pensaria, já que há modelos equivalentes no mercado desde 2006. Seu diferencial, contudo, reside em sua portabilidade e viabilidade no uso pessoal, facilitando bastante a ação dos soldados e gerando resultados mais satisfatórios.

Seu modo de operação é, de certa forma, simples: basta colocar as costas da mochila contra uma parede, construída em madeira, tijolos ou pedra, e receber os dados, em formato 3D, por meio de um handheld - um visualizador manual. As informação captadas são então compiladas e fornecidas via Ultra-wideband, que além de oferecer velocidade de transmissão, ainda possui baixo grau de detecção e interceptação de sinal.

Certamente, de olho em otimizar e ampliar o leque de intervenções em missões, a Cambridge Consultants informou que lançará um detector equivalente à Prism 200c, mas com tecnologia capaz de detectar objetos inanimados. O “Sprint” possibilitará encontrar a localização de explosivos, contrabandos e demais estruturas necessárias ao sucesso da missão. Os trunfos do Sprint serão seu tamanho e tecnologia. Com o formato de uma folha de papel e uso de pulsos curtos de energia na detecção, esse novo detector caberá perfeitamente, não só dentro da Prism 200c, mas em inúmeras tarefas, e fornecerá imagens em alta resolução do ambiente.

Nenhum comentário: