sexta-feira, 6 de maio de 2011

Principais notícias do dia 05/05/2011



1) PCs de Bin Laden podem ter dados sigilosos




SÃO PAULO – Os agentes de inteligência da CIA encontraram diversos computadores e discos-rígidos na casa onde Osama Bin Laden foi morto e esperam dessa forma descobrir segredos sobre a rede terrorista Al-Qaeda.
Além dos computadores e HDs, a CIA também encontrou no local mais de 100 CDs, DVDs e USB que podem conter informações sobre possíveis novos ataques terroristas, localização de representantes da organização, além de fontes de financiamento.
"Com certeza encontraremos elementos sobre alvos em potencial e sobre o financiamento. Poderemos também nos inteirarmos de aspectos sobre seus principais pontos de apoio", detalhou John E. MacLaughlin, ex-número 2 da CIA à rede CNN.
Para pesquisadores do Centro de Estudos Internacionais e Estratégicos dos Estados Unidos, é provável que alguns desses conteúdos levem mais tempo para serem analisados, pois muitos devem estar criptografados.
Segundo informações, como a casa de Bin Laden não possuía acesso à internet e nem telefone, há mais de 10 anos ele utilizava técnicas de codificação para evitar interceptações, mesmo não utilizando a rede.

2) Acordo Brasil-Canadá favorece empresas de TI



RIO DE JANEIRO – As micro e pequenas empresas que atuam no desenvolvimento de programas de computadores (software) e serviços vão poder ampliar sua capacidade de produção.
Acordo com esse objetivo foi assinado entre a Riosoft, agente do programa Softex do governo federal no Rio de Janeiro, e a École de Technologie Supérieure (ÉTS), de Quebec, no Canadá.
O diretor executivo da Riosoft, Benito Diaz Paret, disse hoje (5) à Agência Brasil que o ponto central é a norma internacional ISO/IEC 29110, cujo foco são as micro-organizações. O Brasil, por meio da Riosoft, participa do grupo de trabalho WG24, criado no âmbito da ISO para discutir o assunto. Os projetos pilotos nessa área estão sendo desenvolvidos pela École de Technologie Supérieure, do Canadá.
“Para nós, a importância é que a gente vai conseguir aprender a trabalhar com micro-organizações, com menos de 20 pessoas. Porque esse não é o modelo que a gente tem hoje em dia no Brasil. Nós estamos trabalhando cada vez com empresas maiores”, disse Paret.
Ele acredita que essa será uma boa oportunidade, sobretudo para o Rio de Janeiro, porque permitirá que as empresas do setor de tecnologia da informação e comunicação (TIC), que em sua maioria no estado são de pequeno porte, sejam atendidas, “organizando melhor seus processos de produção e desenvolvimento de software”. O diretor da Riosoft considera que esse é o grande ganho, “além do ganho político de a gente liderar um processo que vai ser o processo do futuro”.
O acordo insere o Brasil entre os membros da rede mundial de centros de suporte para micro-organizações Global Network of Very Small Entities (VSE) Support Centers. “Para nós, isso é fundamental”, afirmou Paret. A rede mundial já conta com a participação da Bélgica, do Canadá, da Finlândia, França, Irlanda, Colômbia, de Luxemburgo e da Tailândia.
O trabalho já vinha sendo desenvolvido pela Riosoft e, agora, ganhou respaldo institucional, esclareceu Paret. Na próxima reunião programada para este mês, em Paris, na França, a Riosoft vai apresentar a versão nacional da norma, em português, que significará a certificação de qualidade de processos na área de TIC. “E quando você faz uma norma brasileira e tem um maior conhecimento, isso é importante, porque nos coloca na liderança do processo”, disse.
Para Benito Paret, a norma vai fortalecer as micro empresas brasileiras, além de prepará-las para o mercado internacional. “Todos os esforços que você faz para melhorar os processos e a qualidade desses processos melhoram também os produtos. E, com isso, fortalecem principalmente essa pequena indústria”.

3) Samsung supera Nokia no mercado europeu



HELSINQUE - A Samsung passou a ocupar o primeiro lugar no mercado de celulares da europa ocidental no primeiro trimestre, superando a líder de longa data Nokia em seu mercado doméstico, informou hoje o IDC.
A perda da primeira posição em seu mercado doméstico marca outro contratempo para Nokia, que ainda produz mais aparelhos que as concorrentes devido ao seu forte posicionamento em mercados emergentes.
As vendas da Samsung avançaram 5 por cento na comparação anual na região, com a participação de mercado da empresa subindo para 29 por cento, enquanto as vendas da Nokia caíram 10 por cento e sua fatia do mercado recuou para 28 por cento, segundo a IDC.
A participação da Nokia no mercado de smartphones da Europa Ocidental caiu de 41 para 20 por cento no último ano e a empresa perdeu a liderança no mercado de smartphones para a Apple.
"Esses resultados mostram o quão volátil é esse mercado e como é importante não subestimar as tendências", disse em comunicado o analista Francisco Jeronimo do IDC.
"A Nokia é uma das marcas mais reconhecidas e apreciadas na Europa, mas a Samsung foi a primeira a entender as últimas tendências e se movimentou rapidamente", acrescentou.
A Samsung começou cedo a fabricar aparelhos com tela sensível ao toque, manteve o foco em lançar aparelhos com a plataforma de software do Google, o Android, e lançou uma série de aparelhos de capacidade intermediária.
"Empresas como a Nokia podem ter marcas fortes e grandes fatias do mercado, mas é possível que sejam superadas pela competição em um piscar de olhos", disse Jeronimo.

4) PlayBook chega em junho na AL. Brasil fica de fora



O BlackBerry PlayBook, segundo a RIM, chega à América Latina no mês de junho. Serão disponibilizadas versões com memória de 16, 32 e 64 GB e com conexão exclusivamente Wi-Fi.

Em oposição aos principais tablets disponíveis no mercado, o PlayBook, assim como quase qualquer produto da BlackBerry, tem como foco o público empresarial. Cada vez mais os tablets estão assumindo o posto de dispositivos para entretenimento, mas o modelo da RIM busca atingir um público diferente.

Inicialmente o lançamento está marcado apenas para México, Venezuela e Colômbia, deixando o Brasil de fora da lista. No entanto, a empresa promete ampliar com rapidez os países com disponibilidade e, logicamente, o Brasil deve ser uma das prioridades posteriormente.

Munido de um sistema operacional da BlackBerry, o tablet PlayBook tem tela LCD de 7 polegadas, processador dual-core de 1 GHz, saída HDMI 1080p, câmera traseira de 5 MP e câmera frontal de 3 MP.

Como comentado, ainda não existe uma previsão concreta para a disponibilização do tablet no Brasil e nem preços para distribuição dos países da América Latina anunciados. O preço médio do modelo com 16 GB de memória e conectividade Wi-Fi nos Estados Unidos é de 500 dólares.



5)  Movix lança GPS em parceria com Quatro Rodas
A Movix, fabricante nacional de navegadores por GPS, anunciou três novos aparelhos criados em parceria com o Guia Quatro Rodas. Dois deles, os modelos BR500TV e BR430, já podem ser comprados na loja online da empresa.

O BR500TV é o melhor do trio. Ele tem tela sensível ao toque de 5 polegadas com resolução de 480 x 272 pixels. O processador é um ARM de 500 MHz com memória RAM DDR2 de 128 MB. Ele tem leitor de cartões, reprodutor de mídia e TV digital.
O BR430 tem processador ARM de 400 MHz com memória RAM DDR2 de 64 MB. A tela é de 3,5 polegadas com resolução de 320 x 240 pixels. Ambos os aparelhos têm o recurso de ler o nome das ruas (Text-to-Speech), pontos de interesse, alerta de radares e mais de 600 cidades para navegação.
O BR500TV custa 499 reais e o BR430 sai por 399 reais. O último modelo da lista, o BR350, ainda não tem preço nem especificações definidos.



6) Sony reduz preço do PlayStation 3 no Brasil




A Sony anunciou que a partir de hoje até o dia 31 de julho, brasileiros poderão comprar o console PS3 por R$ 1599, uma redução de 400 reais.
A ação da Sony pode ser uma resposta da empresa sobre os recentes problemas com as redes PlayStation Network e Sony Online Entertainment. Especialistas afirmam que muitos usuários poderão migrar para outros consoles, como o Xbox 360, como forma de protesto.
PS3 oficial da Sony poderá ser encontrado com este novo preço nas lojas físicas e online SonyStyle, além das grandes redes varejistas, incluindo seus sites. O produto possui garantia da Sony Brasil de um ano.


7)  Sony culpa grupo por roubo de dados de rede



WASHINGTON - A Sony responsabilizou o conhecido grupo "Anonymous" por permitir indiretamente que um hacker obtivesse acesso a dados pessoais de mais de 100 milhões de jogadores de videogame.
A Sony afirmou que sua rede de jogos foi invadida ao mesmo tempo em que a empresa se defendia contra um ataque de negação de serviço de um grupo que se autodenomina Anonymous. Esse tipo de ataque faz com que um servidor ou sistema fique indisponível ao sobrecarregá-lo com tráfego.
Anonymous é o nome de um grupo da Internet que em dezembro lançou ataques que causaram o desligamento temporário dos sites da MasterCard e da Visa usando simples ferramentas de software disponibilizadas gratuitamente na Internet.
O grupo atacou as duas empresas de cartões de crédito após ambas terem bloqueado pagamentos ao WikiLeaks.
A Sony afirmou nesta quarta-feira que o Anonymous já havia lançado um ataque contra a empresa há algumas semanas, num protesto depois que a Sony se defendeu contra um hacker em um tribunal federal em São Francisco.
O ataque que roubou os dados pessoais dos usuários foi lançado separadamente, enquanto a Sony se defendia contra a campanha do ataque de negação de serviço, afirmou a empresa.
A companhia afirmou desconhecer se as organizações dos dois ataques estavam trabalhando juntas.
A acusação estimulou mais reclamações de que a divulgação do fato pela Sony foi inadequada e tardia.
A Sony afirmou ter esperado dois dias após a descoberta do roubo de dados de sua rede do PlayStation antes de contatar órgãos oficiais, e não se encontrou com autoridades do FBI antes de cinco dias.
"A Sony tem sido vítima de um ciberataque cuidadosamente planejado, muito profissional e altamente sofisticado", disse Kazuo Hirai, presidente do conselho de administração da Sony, em uma carta ao Congresso dos Estados Unidos.
O sequestro de dados estimulou o Departamento de Justiça dos EUA e o FBI a abrir uma investigação, disseram autoridades nesta quarta-feira.
"É algo que estamos levando extremamente a sério", disse o procurador geral Eric Holder.



8) Android domina mercado de smartphones


HELSINQUE - A plataforma Google Android subiu à posição dominante no mercado de celulares inteligentes no primeiro trimestre, informou ontem o grupo de pesquisa Canalys, ampliando sua vantagem sobre a Nokia.
A notícia destaca a velocidade com que o Google, que oferece seu software gratuitamente aos fabricantes de celulares, chegou à liderança no mercado de celulares inteligentes, deixando para trás também a Apple.
Google e Apple revolucionaram o mercado de celulares inteligentes em poucos anos, causando sérios problemas para a antiga líder de mercado Nokia.
HTC, Samsung Electronics, Sony Ericsson, Motorola Mobility e LG Electronics estão todas apostando no Google Android para construir posição forte no mercado de celulares inteligentes, que cresce rapidamente.
A Canalys informou que o mercado de celulares inteligentes avançados cresceu em 83 por cento no primeiro trimestre, ante o mesmo período em 2010, atingindo os 101 milhões de unidades vendidas.
Enquanto a plataforma de software do Google ampliava sua participação a 35 por cento, ante menos de 10 por cento um ano antes, a plataforma Nokia Symbian registrava queda de 45 por cento para 26 por cento do mercado.
O levantamento da Canalys indicava que o Android já havia conquistado a liderança do mercado no quarto trimestre, mas a distância era pequena e outros analistas ainda consideravam que a Symbian detivesse a liderança do mercado.
Para tentar reparar sua posição debilitada nos celulares inteligentes, a Nokia anunciou em fevereiro um acordo para usar o software Microsoft Windows Phone em seus aparelhos, em lugar do Symbian.
A Canalys avalia que esse anúncio tenha enfraquecido ainda mais a posição da Nokia nos mercados em que as operadoras distribuem celulares aos clientes.
As vendas de celulares inteligentes da Nokia no primeiro trimestre caíram em 20 por cento em seu mercado de origem, a Europa Ocidental, com relação ao primeiro trimestre de 2010.

9) Cientistas criam o primeiro papel-computador



SÃO PAULO – Leve, fino e com baixo consumo, o computador papel promete substituir os blocos de A4 em escritórios.
Pelo menos, é o que acreditam os cientistas da Universidade Queens, no Canadá.

O primeiro papel de computador interativo do mundo funciona com a pressão dos dedos, com o movimento de dobras ou com a pressão de uma caneta. Esta pode, inclusive, ser usada para escrever sobre a tela - um display de tinta eletrônica com 9,5 cm de diagonal.
Nele, todos os tipos de documentos e anotações podem ser armazenados digitalmente. Além de leves e finos, os aparelhos não consomem energia quando estão em repouso.
A equipe do professor Roel Vertegaal criou um protótipo de smartphone com o papel computador chamado PaperPhone. Basicamente, trata-se de uma espécie de iPhone flexível que guarda livros, toca musica e faz ligações.
Ele será oficialmente apresentado no dia 10 de maio durante a Association of Computing Machinery’s CHI 2011, conferência realizada em Vancouver.

  

Nenhum comentário: