quarta-feira, 4 de maio de 2011

Sony poderá ter prejuízo bilhionário

 
 
SÃO PAULO – O vazamento e roubo das informações pessoais e financeiras dos cerca de 100 milhões de usuários das redes PlayStation Network (PSN) e Sony Online Entertainment (SOE) poderão custar US$ 2 bilhões aos cofres da empresa.

O valor foi estimado pela consultoria americana Ponemon Institute, que calcula que o prejuízo da empresa possa estar entre US$ 1,5 bilhão e US$ 2 bilhões, considerando desde a investigação até a mudança no sistema de TI da empresa. Se confirmado, esse será o incidente mais caro envolvendo roubo de dados online.

A rede PSN está fora do ar desde o dia 24 de abril e comprometeu os dados de 77 milhões de usuários. Já a SOE foi desativada na segunda-feira (02) após a Sony confirmar que mais 25 milhões de usuários deste serviço poderiam ser vítimas do mesmo ataque.

No Brasil, os usuários não têm acesso aos serviços Premium, que permitem comprar jogos e aplicativos online. Desta forma, dados sensíveis como detalhes do cartão de crédito não seriam comprometidos.

Hoje, a Secretaria de Direito Econômico (SDE) solicitou à subsidiária brasileira da Sony informações sobre eventuais consumidores no Brasil que possam ter sido vítimas da invasão ocorrida em abril na rede de jogos online da companhia.

A Sony informou que dará 30 dias gratuitos de acesso aos serviços Premium para todos os clientes da PSN, incluindo os brasileiros. A empresa havia prometido reativar a rede hoje, porém até o momento não há uma posição oficial sobre isso.

Nenhum comentário: