quarta-feira, 25 de maio de 2011

Zuckerberg garante que o Facebook não será aberto a menores de 13 anos

Zuckerberg, fundador do Facebook, volta a atacar o mercado











O criador do Facebook garantiu hoje que a rede social não está a trabalhar no sentido de uma maior abertura a crianças com menos de 13 anos.

A rede social tem trabalhado no sentido de impedir o registo de crianças. Apesar de a idade mínima ser diferente em alguns países, ronda normalmente os 13 anos.
“Não estamos a tentar aumentar a capacidade de inscrição das crianças com menos de 13 anos no Facebook”, explicou Zuckerberg durante um fórum sobre internet organizada pelos líderes do G8.

Numa tentativa de justificar as suas declarações proferidas numa conferência sobre educação, em que lamentou o facto de a regulamentação da internet dificultar o registo de crianças no Facebook, Zuckerberg garante que as suas afirmações foram tiradas do contexto.
 “Essa apenas não é uma prioridade para nós. No futuro faz sentido explorar esse aspecto, mas actualmente não estamos a trabalhar nisso”, acrescentou.

Sobre o impacto da rede social nas revoluções no mundo árabe, Zuckerberg minimiza o impacto do Facebook. “Acho que o Facebook não era necessário nem suficiente para uma coisa dessas acontecer. Se não fosse o Facebook seria outra coisa”, acrescentou.

Nenhum comentário: