terça-feira, 21 de junho de 2011

Analista acredita que Android poderá sentir um belo baque com a chegada do próximo iPhone



Charlie Wolf, da Needham & Company, destacou ontem em uma nota a investidores o fato de que o Android pela primeira vez teve uma queda sequencial de market share nos Estados Unidos (de 52,4% para 49,5%), marcando o fim da disparada meteórica do sistema operacional móvel do Google. A tendência para o futuro próximo é uma queda sensível começar, dada a provável chegada de um novo iPhone simultaneamente nas duas maiores operadoras do país, a AT&T e a Verizon Wireless.
Market share de smartphones nos EUA
market share do iPhone disparou de 12,3% para 29,5%, no mesmo período.
O raciocínio é bem elaborado: a chegada morna do iPhone 4 CDMA poderia ser facilmente explicada por uma conjunção de fatores. O modelo já tinha, por assim dizer, oito meses de idade e muitos clientes da Verizon já estavam contratualmente presos a smartphones Android. Diante do prospecto de pagar uma pesada multa de rescisão e ficar com um aparelho “do ano passado” ou esperar pelo novo modelo e não ter que pagar nenhum extra, a maioria dos clientes teria optado pela alternativa menos dispendiosa e mais sensata.
Desta forma, quando o novo modelo do smartphone da Maçã chegar às lojas dos EUA, no outono do Hemisfério Norte, é de se esperar que haja uma explosão de vendas em ambas as operadoras parceiras — sem falar que a produção de um modelo desbloqueado poderá ainda conquistar alguns clientes das operadoras Sprint e T-Mobile (que ainda não se uniu à AT&T).


Leia mais: Analista acredita que Android poderá sentir um belo baque com a chegada do próximo iPhone | MacMagazine 

Nenhum comentário: