O Google+, nova rede social do Google que estreou nesta terça-feira (28), marca o começo da guerra da empresa contra o Facebook.

Se vai dar certo ou não, ainda é muito cedo para dizer. No site da INFO, foi dada uma primeira olhada no serviço, que ainda está com acesso limitado. O Google convidou alguns jornalistas e, por enquanto, só a companhia pode incluir pessoas na nova rede social. Sem que os seus amigos participem ou que você possa enviar convites, fica muito difícil ter uma noção sobre a resposta do público à iniciativa.

A primeira conclusão que se pode tirar diz respeito aos motivos do Google.

Embora os executivos tenham dito que não se trata de uma resposta ao Facebook, pode esquecer o discurso. O Google+ é uma tentativa de ganhar relevância em redes sociais mundialmente, coisa que o Orkut não conseguiu. Isso é vital para a empresa, à medida que o Facebook está engolindo o tráfego da web – e roubando cliques dos anúncios do Google.

O Google+ foi pensado para prender os internautas, que vão poder conversar com seus amigos por texto, áudio e vídeo, compartilhar fotos, ler notícias e até assistir, em grupo, a vídeos do YouTube, tudo sem sair do site. Os recursos disponíveis  já são suficientes para fazer o usuário permanecer ali por bastante tempo.

Com o Hangout, você cria uma sala virtual de bate-papo com áudio e vídeo, que pode ser pública ou restrita a determinados grupos. Tudo é bem fácil e intuitivo. Nos nossos testes, porém, não faltaram bugs, como o apresentado na tela abaixo.

Outra novidade é o compartilhamento por círculos, que nada mais são do que grupos de pessoas criados por você: sua família, seus colegas de trabalho, seus amigos da faculdade, etc. Sempre que postar algo em sua timeline, ou Streaming, você escolhe quais círculos poderão ver e comentar. Quem não está neles não poderá ler nada. Criar esses grupos é bem mais simples do que no Facebook ou no Orkut. Por mais que o Google diga ter tomado cuidado com a privacidade, algumas das integrações do Google+ assustam.

Não deve demorar para que publicidade seja incorporada ao produto, rendendo dinheiro a Larry Page e Sergey Brin. Isso, contudo, não é o que preocupa o pessoal do Google. O que a empresa quer é ser bem-sucedida (e com rapidez), tirando audiência do Facebook. Como o projeto envolve centenas de engenheiros, a guerra promete ser longa.

0 comentários:

Apresentação!


Aproveite nosso conteúdo e informação. Possuímos um grande arsenal de vídeo-aulas administradas pelo nosso companheiro de equipe Danyel Willian, Assistente de TI, Bacharel em Sistema de Informação e certificação em ITIL FOUNDATION; e postagens para melhor prepará-lo para concursos que relacionem à área de TI.

Espero que gostem de nossas postagens e videoaulas, e que possam com nossas informações adquirir um grande desenvolvimento social e tecnológico nesta área tão requisitada atualmente no mercado de trabalho.

A Equipe Informática Inteligente agradece a preferência!


Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Equipe Informática

Equipe Informática Inteligente

Proprietário e ADM Principal

Danyel Willian

Autora - Assessora de Comunicação Digital

Júlia Medici


Autor - Técnico e Professor em TI. Formação em Administração de Empresas

Felipe Aguiar

Autor - Engenheiro da Computação

Julius Cardoso


Outros Administradores

Danilo Alves

Flávio Santos





Mural de Recados

Seguidores

Arquivo do blog

Parceiros/Concursos

Parceiros Aleatórios