quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Engenheiro do Google chama Plus de patético



São Paulo - O engenheiro do Google, Steve Yegge, publicou uma longa e dura critica ao Google+, nova rede social da empresa. Em seu texto, Yegge afirma que o Plus é uma invenção tardia e patética.

“O Google+ é um excelente exemplo de nosso fracasso completo em entender as plataformas a partir dos níveis mais altos de liderança executiva (oi Larry [Page], Sergey [Brin], Eric [Schmidt], Vic [Gundotra]) até os mais baixos”, escreveu ele.

“A Regra de Ouro das plataformas é que você coma sua própria ração. Ou você não come comida humana e oferece ração de cachorro para seus desenvolvedores. A Microsoft e o Facebook compreenderam essa regra há tempos”, escreveu o engenheiro em referência a ausência de uma API para desenvolvedores interessados em criar apps para o Google+.

O mais interessante é que o texto de 4500 palavras foi publicado no próprio Google+ e retirado depois. Inicialmente, Yegge pretendia compartilhá-lo apenas com seu círculo de contatos do Google. Porém, a mensagem vazou para todos os seus 6 900 seguidores, replicando por toda a web.

Ontem mesmo, Yegge usou a rede social para tentar se justificar. “Publiquei um longo texto opinativo sobre como eu acho que o Google poderia fazer um trabalho melhor se desenvolvesse suas ideias partindo da premissa de serviços em vez de se focar em produtos. Infelizmente, essa publicação era para ser interna, mas acabou vazando”, explicou ele. Curiosmente, o status de Yegge no Google+ diz: “Algum dia, meu pé não irá mais caber em minha boca”.

Também ontem, enquanto Yegge lavava a roupa suja em público, o ex-CEO e atual conselheiro do Google, Eric Schmidt, dava seus primeiros passos no Google+. Schmidt era, frequentemente, criticado por blogueiros especializados por não demonstrar apoio ao projeto da empresa.

Há três meses no ar, o Google+ mostra que possui capacidade para atrair usuários, porém, tem dificuldade em mantê-los fidelizados.

Nenhum comentário: