Windows 8 vai consumir menos memória

by Danyel Willian | 23:50 in |


A Microsoft mexeu no gerenciamento de memória do Windows e garante que vai ser possível rodar mais aplicações com menos RAM física.


Segundo o artigo mais recente do blog Criando o Windows 8, assinado por Bill Karagounis, gerente da equipe que cuida do desempenho, serão postos em ação alguns truques para reduzir o uso de memória. A ideia, diz ele, é deixar o Windows 8 leve o suficiente para rodar bem em máquinas como um netbook com processador Atom da primeira geração com 1 GB de RAM.

Karagounis explica que não se trata de reduzir o consumo de memória só para reduzi-lo. É que em dispositivos móveis (notebooks — ou tablets, que são o principal alvo do Windows 8), quanto mais memória instalada, maior o gasto de energia.

Para alcançar esse objetivo, foram feitas centenas de mudanças no sistema. O executivo cita algumas. A primeira é uma técnica chamada combinação de memória (memory combining). Ele explica que, quando um PC está rodando, muitas partes da memória têm o mesmo conteúdo. Essa redundância oferece uma oportunidade para reduzir o uso de memória, inclusive para serviços e componentes do sistema operacional.

Muitas vezes os programas carregam informações para a memória, reservando-as para uso futuro. No entanto, é possível que essas informações não sejam utilizadas, criando uma ocupação redundante e ociosa. Um exemplo disso pode ocorrer quando duas ou mais aplicações levam para a memória múltiplas cópias de um mesmo componente do sistema operacional. Aí entra a combinação de memória.

Trata-se de uma técnica com a qual o Windows identifica conteúdos duplicados e mantêm uma cópia única. Se de fato a aplicação solicitar o recurso, o Windows lhe dará uma cópia privada. “Tudo isso ocorre nos bastidores, no gerenciamento de memória, sem impacto sobre as aplicações”, escreve Karagounis. Segundo ele, esse procedimento pode liberar dezenas e até centenas de megabytes de memória, dependendo do número de aplicações rodando ao mesmo tempo.

Num exemplo mostrado no blog (veja telas abaixo), Karagounis compara o consumo de memória no Windows 7 e no Windows 8. A redução, no caso, é de 404 MB para 281 MB, ocupando e 5% dos recursos no sistema atual e apenas 1% no Windows 8.

Consumo de memória no Windows 7 (esq.) e no Windows 8: de 5% para 1%

O executivo descreve ainda outros truques para reduzir o consumo de memória. Um deles é a mudança no funcionamento de alguns serviços do sistema. Serviços, por definição, são aplicações que rodam continuamente. Karagounis diz que 13 serviços deixaram de ser iniciados junto com o sistema e poderão ser ativados de forma manual.

Além disso, outros deixarão a classe dos que rodam todo o tempo e entrarão no grupo dos serviços iniciados “on demand”. Haverá um gatilho para disparar a necessidade desses recursos. Pode ser, por exemplo, a conexão de um dispositivo ou a disponibilidade de um endereço de rede.

O Plug and Play e o Windows Update, no Windows 8, são serviços desse tipo, disparados por um gatilho. Nesse caso, o funcionamento é o seguinte:

1. O serviço se inicia.
2. Executa sua tarefa.
3. Mantém-se funcionando por algum tempo até verificar que não há mais o que fazer.
4. O serviço sai do ar.

Se esses ganhos no uso de memória forem realmente obtidos sem comprometer a performance nem gerar outros efeitos colaterais, será uma alteração muito bem-vinda para quem trabalha com o Windows.
*
A Microsoft está realmente inovando na divulgação do Windows 8. Gota a gota, a cada dois ou três dias, a empresa solta informações sobre novidades no sistema. O local de divulgação dessas notícias tem sido sempre o blog Criando o Windows 8.

Não tenho notícia de nenhum outro sistema comercial discutido com o público dessa maneira. O padrão até agora, inclusive para a própria Microsoft, foi sempre desenvolver o produto nos bastidores e depois apresentá-lo, pronto, aos usuários.

0 comentários:

Apresentação!


Aproveite nosso conteúdo e informação. Possuímos um grande arsenal de vídeo-aulas administradas pelo nosso companheiro de equipe Danyel Willian, Assistente de TI, Bacharel em Sistema de Informação e certificação em ITIL FOUNDATION; e postagens para melhor prepará-lo para concursos que relacionem à área de TI.

Espero que gostem de nossas postagens e videoaulas, e que possam com nossas informações adquirir um grande desenvolvimento social e tecnológico nesta área tão requisitada atualmente no mercado de trabalho.

A Equipe Informática Inteligente agradece a preferência!


Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Equipe Informática

Equipe Informática Inteligente

Proprietário e ADM Principal

Danyel Willian

Autora - Assessora de Comunicação Digital

Júlia Medici


Autor - Técnico e Professor em TI. Formação em Administração de Empresas

Felipe Aguiar

Autor - Engenheiro da Computação

Julius Cardoso


Outros Administradores

Danilo Alves

Flávio Santos





Mural de Recados

Seguidores

Parceiros/Concursos

Parceiros Aleatórios